Papai Noel entrega presentes para 155 crianças na campanha Natal Solidário

Ação da Esmal é apoiada por todo o Judiciário alagoano e está na sua oitava edição; festa de Natal aconteceu nesta quinta-feira (7)

Wesley Gomes da Silva, de nove anos, foi um bom aluno, se comportou o ano inteiro e, na grande festa de encerramento da oitava edição da campanha Natal Solidário, ganhou o presente que pediu ao Papai Noel. O menino foi uma das crianças beneficiadas pela ação cidadã promovida pela Escola Superior da Magistratura (Esmal), por meio do Programa Cidadania e Justiça na Escola (PCJE), que conta com o apoio de todo o Judiciário alagoano.  A festa de Natal aconteceu na tarde desta quinta-feira (7), no auditório da Escola. 

    Na ocasião, as crianças, acompanhadas por pais, mães e professores, se emocionaram com a presença do bom velhinho, que entregou os presentes doados por magistrados e servidores do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL). A cerimônia também teve a participação do coral do Poder Judiciário, regido pelo maestro Murilo Andrade. Os 155 meninos e meninas participantes da campanha são estudantes da Escola Municipal Tradutor João Sampaio e têm idades entre 7 e 9 anos. 

    O desembargador Fernando Tourinho de Omena Souza, diretor-geral da Esmal, acompanhou a celebração. Para ele, o momento serviu para coroar mais um ano de trabalhos do PCJE, que visa a aproximação entre Judiciário e comunidade. 

    “O Natal Solidário contagia a todos, pois sentimos que com ele proporcionamos para as pessoas mais amor, mais carinho, sentimentos que eu acho que têm faltado na nossa sociedade”, enfatizou. Tourinho aproveitou para agradecer aos servidores e magistrados que contribuíram com a campanha. 

Contando com voluntários fiéis, o Natal Solidário já é tradicional no Judiciário alagoano. Um dos entusiastas da atividade é Walter da Silva Santos, que atua na Subdireção-geral do TJ/AL. Ele contou que todo ano adota duas cartinhas escritas por crianças de comunidades humildes de Maceió para o Papai Noel. 

    “Acho muito bonita essa campanha, essa festa. Tudo isso representa muito para as crianças e para nós, padrinhos, também. Esse ano observei que em uma semana todas as cartinhas já tinham sido adotadas, o que significa que toda a equipe do Judiciário colaborou e se envolveu no convite do presidente Otávio Praxedes e do desembargador Fernando Tourinho”, avaliou. 

    Anderson Passos, juiz coordenador do PCJE, falou de sua alegria por participar de uma campanha que contribui para a realização de sonhos. “Esse tipo de atividade é muito especial, pois acabamos trocando trocamos energias com os estudantes. O olhar deles ao receberem os presentes com os quais tanto sonharam é recompensador”, sintetizou. 

    Diretora da Escola Municipal Tradutor João Sampaio, a professora Regina Célia da Silva destacou que, apesar das inúmeras dificuldades existentes nas escolas públicas “o Natal Solidário passa a mensagem para as crianças de que todo sonho é possível”. Regina organizou a apresentação do coral de crianças da escola, que apresentaram canções canções natalinas na Língua Brasileira de Sinais (Libras).    

Carolina Amâncio - Esmal TJ/AL

FacebookTwitterGoogle Bookmarks
  • 320 x 320 - Clipping

Previsão do Tempo